31 maio 2008

A corrupção dos tucanos paulista

Um único contrato de consultoria teria sido usado para dar cobertura a mais da metade das propinas supostamente pagas, entre outubro de 1998 e abril de 2001, a pessoas ligadas ao governo de São Paulo, então sob o comando do PSDB. Segundo as investigações do Ministério Público da Suíça, o contrato foi fechado entre a Alstom e a offshore MCA Uruguay Ltda. Outras offshores, empresas com sede em paraísos fiscais, fecharam contratos da mesma natureza. Com sede nas Ilhas Virgens Britânicas, a MCA era administrada pelo brasileiro Romeu Pinto Júnior, que não quis falar ao Estado sobre o assunto. Os supostos serviços de consultoria foram formalizados em contratos para dar cobertura à promessa de comissões. O valor foi prometido em troca da assinatura de um contrato entre Alstom e Eletropaulo: o Gisel II, orçado, segundo os investigadores suíços, em 251,7 milhões de francos franceses (o equivalente a R$ 98,1 milhões, em valores de hoje). Beba na fonte.

A Lei da caguetagem

O presidente da Venezuela, Hugo Chaves, criou a lei do dedo-duro no país. De agora em diante, todos os cidadãos comuns, extrangeiros e membros do Judiciário a "cooperar" com os serviços de inteligências, com arapongas e outros bisbilhoteiros da vida pública venezuelana. Quem se negar a colaborar com os seviços secretos de Chaves pode pegar até seis anos de prisão. Segundo a nova Lei do Sistema Nacional de Inteligência e Contra-Inteligência todas as pessoas serão consideradas "órgãos de apoio". São obrigadas a "colaborar" sempre que solicitadas. Transformou a Venezuela em um país de alcagüetes


30 maio 2008

Empresário denuncia falcatruas com LHS

Um legítimo representante da "imprensa picareta" que fazia negócios diretamente com o governador e seus secretários, leva "cambau" e resolve denunciar tudo em um livro. O empresário Nei Silva, dono da Revista Metrópole, fez um acerto com Luiz Henrique, o governador, de r$ 500 mil para publicar alguns exemplares da revista bajulando o governo. Levou cano, não recebeu e decidiu denunciar as falcatruas. Envolve secretários, candidatos, presidentes de empresas estatais, políticos e até o presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina. Deu nome e sobrenome de todos. Uma graça. Está tudo no blog do Cesar Valente. Beba na fonte.

Censura na imprensa

Recebo da minha leitora, estudante de jornalismo, Flora Neves o endereço de documentário sobre Censura na Imprensa. O filme que discorre sobre as relações entre Aécio Neves, TV Globo e o Estado de Minas. Produzido para a Current TV ( um canal de televisão independente dirigido pelo ex-vice-presidente norte-americano Al Gore e pelo executivo Joel Hyatt) e exibido nos EUA e Inglaterra.
Em 8:37 minutos o filme mostra um pouco de como se dá a corrupção e o subordinação da mídia brasileira, pois estas mazelas não ocorrem só em Minas, elas fazem parte do cenário da comunicação deste país, cite algum estado, no Brasil, que não ocorra isso, quem souber; e o modo como os jornalistas são proibidos de exercer o seu papel, como manda o código de ética dos jornalistas, onde todo jornalista tem o dever e obrigação de divulgar o que é de interesse do povo, mesmo que isso seja contrário as empresas que o financiam. Clique aqui e assista o documentário.

A Flora também tem um blog bem legal. vale a pena dar uma visitada: http://www.ecoflora.blogspot.com/

Deputados: os previlegiados

A notícia do suposto envolvimento do deputado federal Edinho Bez (PMDB) num esquema de direcionamento de verbas publicitárias para um jornal impresso do Sul do Estado continua repercutindo no Estado.
Na semana passada, após a publicação do depoimento de Manoel Rodrigues dos Santos, ex-superintendente da Caixa Econômica Federal, à polícia envolvendo o deputado federal, a Procuradoria da República em Santa Catarina divulgou nota afirmando que “Qualquer acusação contra o deputado somente poderia ser deduzida pelo procurador geral da República perante o Supremo Tribunal Federal”. Como deputado federal, o parlamentar goza de foro privilegiado.
O depoimento de Manoel Rodrigues dos Santos ocorreu no dia 16 de abril de 2007, em Criciúma. No mesmo dia, cópias chegaram à redação da Gazeta, e foram confirmadas como verdadeiras pelo procurador. O ex-superintendente deixou claro na PF que Edinho Bez beneficiou outros veículos de comunicação, além do jornal Notisul. Porém não mencionou quais, “na maioria das vezes, a indicação de empresas para realização de publicidade da CEF era feita pelo deputado federal Edinho Bez”. Mesmo com a citação explícita do envolvimento de Edinho Bez no esquema de falta de licitação pública, o procurador afirmou à Gazeta que precisa comprovar o beneficiamento direto do deputado. (Da Gazeta de Joinville).

Corrupção tucana na mídia

Rolando na imprensa nacional a bombástica notícia dos documentos de bancos suíços que provam corrupção de tucanos de bico brande. Seriam cerca de R$ 13,5 milhões pagos em troca de contratos para obras de metrô em São Paulo. A tucanagem paulista está com as penas arrepiadas. O então genro do ex-presidente Fernando Henrique é um dos envolvidos.
Seis empresas offshore, duas das quais controladas por brasileiros, teriam sido utilizadas pela multinacional francesa Alstom para supostamente repassar propinas a autoridades e políticos paulistas entre 1998 e 2001. Os pagamentos seriam feitos com base em trabalhos de consultoria de fachada. Documentos enviados ao Brasil pelo Ministério Público da Suíça, que chegaram ontem ao Ministério da Justiça, revelam que, nesse período, o dinheiro com origem e contabilidade suspeitas soma pelo menos 34 milhões de francos franceses. O valor atualizado das "comissões" supostamente pagas pela Alstom em troca da assinatura de contratos em São Paulo chegaria a aproximadamente R$ 13,5 milhões. Offshores são empresas constituídas em paraísos fiscais, onde gozam de privilégios tributários e proteção por regras de sigilo que dificultam as investigações. Leia matéria completa no Estadão. Beba na fonte.

Edir Macedo Bezerra: o poderoso

Taí, o bispo Macedo está mostrando que sabe investir o dinheirinho que os fiéis deixam em suas centenas de igrejas, diariamente, no mundo todo. Esses "financiadores" do bispo são aqueles que vão para a frente do STF dizer aos cadeirantes (deficientes físicos) que a única salvação está na igreja e não na ciência. E tem gente que diz que ignorância não leva a nada! "Além do reino de Deus, o empresário Edir Macedo Bezerra quer ampliar o seu divino poder no centro do capitalismo financeiro brasileiro. O “proprietário” da Rede Record quer se tornar também dono de um banco. O Bispo Macedo já recebeu carta branca do Presidente Henrique Meirelles (do Banco Central) para adquirir o controle de uma instituição financeira de médio porte. Macedo também negocia uma ousada operação no mercado de telefonia e televisão. Seu objetivo tático é entrar pesado no mercado de transmissão de dados, voz e imagens via cabo. Por isso, ele mantém adiantadas negociações com uma empresa norte-americana, que desenvolveu uma rápida, econômica e inovadora tecnologia para implantação de redes de cabos. A intenção é criar uma empresa para concorrer com a NET (que já foi ligada ao sistema Globopar) no eixo Rio-São Paulo". Leia matéria completa no blog Alerta Total. Beba na fonte.

As comadres brigaram

O jornalista César Valente promete para amanhã uma bomba: “Recebi ontem uma cópia do livro “A descentralização no banco dos réus”, em que Nei Silva, da revista Metrópole, entrega as negociatas que fez com o governo LHS. Um escândalo. Depois de muito pensar, decidi deixar o espaço da coluna para as boas memórias de 1968. O escândalo ficou pra amanhã”, escreve em seu blog De Olho na Capital hoje.
Estamos arrepiados César, esperando o escândalo. É bonito de ver quando as comadres brigam e voa pena pra todo o lado. Agora esse Sr. Nei Silva vai virar réu confesso? É isso? Está denunciando as falcatruas que ele fez com o governador? Tudo com dinheiro público? A revista Metrópole é aquela denunciada várias vezes por só publicar adulações e puxa-saquismo do governo LHS. Ou seja, é da turma dos "picaretas da imprensa" que agora se entregam. Estou curiosíssimo para saber o conteúdo do livro. Calhordice de primeira linha.

Cháves e seus contatos

O caricato presidente da Venezuela, Hugo Cháves, após dias de silêncio se manifestou sobre a morte de Manuel Marulanda, chefe das FARCs. Cháves disse que lamentava não ter se reunido com o chefe "guerrilheiro" para discutir a libertação de reféns. Se tivesse havido esse contato Marulanda, que já andava de passagem marcada, poderia ter "embarcado" antes para o além. Da última vez que Cháves fez contato com um dos chefetes das FARCs, Raúl Reyes, o cara foi localizado, via satélite, e tomou bomba na cabeça.

Tebaldi ferra com Darci de Matos

Com amigo destes Darci não precisa de inimigos. "Marco Tebaldi colocou o deputado Darci de Matos numa fria que pode custar-lhe o registro da candidatura a prefeito. O Juiz Eleitoral João Marcos Buch, na decisão que suspendeu a publicidade institucional da prefeitura de Joinville, sem que tenha havido pedido expresso na inicial, aplicou o rito previsto no artigo 22, da Lei Complementar 64/90. Ou seja, uma investigação judicial "para apurar uso indevido, desvio ou abuso do poder econômico ou do poder de autoridade, ou utilização indevida de veículos ou meios de comunicação social, em benefício de candidato ou de partido político".

Aí entra Darci de Matos, é o candidato beneficiado pela suposta publicidade ilegal. Matéria completa no blog a política como ela é. Beba na fonte.

Ciência 1 X 0 obscurantismo


A ciência venceu o obscurantismo. A decisão do STF aprovando pesquisas com células-tronco embrionárias é um grande avanço para nós brasileiros e para a humanidade.Pressões políticas e de toda ordem contra a continuidade das pesquisas foram feitas por grupos religiosos, principalmente católicos. Mas o mais bizarro foi a pressão que grupos evangélicos fizeram sobre cadeirantes que estavam em frente ao prédio do STF pedindo que a continuidade das pesquisas fosse aprovada. Os evangélicos, de forma agressiva, partiram para cima dos cadeirantes dizendo que eles só encontrariam cura em deus e na igreja. Santa ignorância! A cura está na ciência amigos. A grande cura destas igrejas é para o bolso de seus bispos com o dinheiro de pobres ignorantes.

Coluna do Castello


Excelente o site Colunas do Castello organizado por sua filha Luciana Castello Branco. O site é referência obrigatória para estudantes, políticos, jornalistas e pesquisadores da política nacional. No site, Luciana conseguiu reunir todas as colunas que o jornalista, morto no dia 01 de junho de 1993, escreveu para o Jornal do Brasil. No site os assuntos podem ser procurados por palavra-chave ou por ordem cronólogica. Na sua versão completa, recentemente acabada, estão a biografia do jornalista, crônicas, contos e cartas trocadas com Manuel do Nascimento Brito, que chefiava o JB no auge da ditadura militrar. Castelinho escreveu sua coluna no JB entre 1962 e 1993. Seus textos influenciaram a política nacional e, através deles, é possível entender parte da história do Brasil - desde os tempos que atencederam o golpe militar de 1964 até a democratização do País e o impeachment de Fernando Collor. (Do site Comunique-se)

29 maio 2008

O quadrilheiro

O ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho foi denunciado por crime de formação de quadrilha armada. Garotinho entrou no "rolo" com a prisão em flagrante do deputado estadual Álvaro Lins, do PMDB carioca. Lins foi preso nesta manhã em operação da Polícia Federal e acusado de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, corrupção passiva e facilitação ao contrabando. Turminha da pesada.

Cachorro pulguento

Parece brincadeira mas não é. O novo presidente do Conselho de Ética da Câmara, deputado Sérgio Moraes (PTB/RS) responde a três processos na Justiça. Os processos tem a ver com a gestão do prefeito no município gaúcho de Santa Cruz do Sul. Mas boa mesmo foi a justificativa do "ético" Sérgio Moraes: "cachorro que não tem pulga ou teve ou vai ter". Afirmando que é ético e que não se dobra já foi avisando que vai precisar de até 15 dias para ler e instaurar a representação por quebra de decoro parlamentar, enviada anteontem pela Mesa Diretora, contra o deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho. O corregedor da Câmara, Inocêncio Oliveira (PR-PE), aquele um que já foi pilhado em trabalhos escravo nas suas fazendas em Pernambuco, não gostou e disse que o novo presidente precisa ler as normas do Código de Ética da Casa, que determina, por exemplo, a instauração imediata do processo. É só gente ética por lá.

Células-tronco

O Supremo Tribunal Federal suspendeu o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade que questiona a constitucionalidade das pesquisas com células-tronco embrionárias. Até agora, oito ministros já apresentaram seus votos. Quatro consideram a ação totalmente improcedente, sem qualquer alteração no texto da lei. Os outros quatro permitem as pesquisas com diversas restrições. Beba na fonte.

Chapolim colorado

A Venezolana de Televisión (VTV), de propriedade do governo da Venezuela, anunciou na terça-feira (27/05) que, a partir de 01/06, passará a cobrar por imagens do presidente Hugo Chávez retransmitidas por emissoras particulares. Estão excluídos discursos, atos oficiais e declarações públicas, e a taxa cobrada será de US$ 3.350 por minuto. Como emissora oficial do Estado, a VTV tem acesso exclusivo a maioria dos eventos presidenciais. Beba na fonte

A Síndrome da Escola de Base

“Perua escolar carregava as crianças para a orgia”. O Grupo Folha da Manhã, que edita a Folha de São Paulo, até tentou convencer o Tribunal de Justiça de São Paulo de que se limitou a reproduzir as informações oficiais do caso Escola Base, na matéria que tinha o título acima, publicada no extinto Folha da Tarde, mas não foi o que entendeu a justiça. A empresa terá que pagar R$ 200 mil de indenização por danos morais para R.F.N., hoje com 18 anos e na época com apenas quatro, filho de um dos casais acusados de abusar sexualmente de crianças numa escola de São Paulo, em 1994, e requerente da ação. Existe, hoje, na imprensa brasileira uma coisa chamada "Síndrome da Escola de Base". Esta síndrome andou sendo invocada nos últimos dias no caso "Nardoni", esse que um casal está sendo acusado de matar a filha de 5 anos. A tal síndrome tem a ver com um fato acontecido em 1994 que, a partir de uma denúncia comprada por um delegado e vazada para a imprensa gerou uma condenação moral de pessoas inocentes. Entenda o caso:
Em março de 1994, vários órgãos da imprensa publicaram uma série reportagens sobre seis pessoas que estariam envolvidas no abuso sexual de crianças, todas alunas da Escola Base, localizada no bairro da Aclimação, em São Paulo. Os seis acusados eram os donos da escola Ichshiro Shimada e Maria Aparecida Shimada; os funcionários deles, Maurício e Paula Monteiro de Alvarenga; além de um casal de pais, Saulo da Costa Nunes e Mara Cristina França. De acordo com as denúncias apresentadas pelos pais, Maurício Alvarenga, que trabalhava como perueiro da escola, levava as crianças, no período de aula, para a casa de Nunes e Mara, onde os abusos eram cometidos e filmados. O delegado Edelcio Lemos, sem verificar a veracidade das denúncias e com base em laudos preliminares, divulgou as informações à imprensa. A divulgação do caso levou à depredação e saque da escola. Os donos da escola chegaram a ser presos. No entanto, o inquérito policial foi arquivado por falta de provas. Não havia qualquer indício de que a denúncia tivesse fundamento. Com o arquivamento do inquérito, os donos e funcionários da escola acusados de abusos deram início à batalha jurídica por indenizações. Além da empresa 'Folha da Manhã', outros órgãos de imprensa também foram condenados, além do governo do estado de São Paulo.
Ou seja, pessoas foram condenadas pela imprensa e perderam...a vida. Hoje, depois de 14 anos, a Justiça ainda está dando sentenças a favor dos condenados pela imprensa mas ainda cabe recurso. Beba na fonte.

28 maio 2008

Ciência x igreja

Está rolando, neste momento, a audiência no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o uso de células-tronco de embriões em pesquisas. O julgamento estava suspenso por um pedido de vistas do ministro católico Menezes Direito. No início do julgamento o ministro Carlos Ayres Britto, e a então presidente do Supremo, ministra Ellen Gracie, votaram contra a ação e a favor da pesquisa com células-tronco embrionárias. O ministro Carlos Alberto Menezes Direito, do Supremo Tribunal Federal, leu o seu voto contrário ao uso de embriões em pesquisas com células-tronco.

- "O embrião é vida. Vida humana, que segue a dinâmica interna em seu próprio desenvolvimento. Todas as vezes em que a Humanidade fica cega em busca de soluções, ela resvala para a deformidade. Se pelo bem praticamos o mal, se para salvar uma vida tiramos outra, sem salvação ficará o homem".Sempre que a religião interferiu em matérias científicas houve atraso na história da humanidade

Igreja Universal nega TV internacional

A direção da Igreja Universal do Reino de Deus disse, através de sua assessoria de imprensa, que a informação de que o bispo e empresário Edir Macedo tenha dado início a um projeto para criar uma emissora como a CNN em português não procede. A notícia foi publicada na coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, no sábado (24/05). Segundo ela, o canal seria captado por antena parabólica de qualquer lugar do mundo e seu orçamento seria de US$ 40 milhões. A emissora passaria a funcionar no início de 2010. (Site Comunique-se)

Idéias de Rita Lee


Idéia de Rita Lee, no programa do Amaury Jr., a cantora e ativista Rita Lee teve uma daquelas idéias brilhantes, dignas do seu gênio criativo.Reclamando da inutilidade de programas como o Big Brother,ela deu a seguinte sugestão: 'Colocar todos os pré-candidatos à presidência da República trancados em uma casa, debatendo e discutindo seus respectivos programas de governo.Sem marqueteiros, sem máscaras e sem discursos ensaiados.Toda semana o público vota e elimina um. No final do programa o vencedor ganharia o cargo público máximo do país. Além de acabar com o enfadonho e repetitivo horário político, a população conheceria o verdadeiro caráter dos candidatos

A perseguição a Campo Belo do Sul

É uma verdadeira barbaridade a perseguição que 3ª Companhia de Bombeiros Militares de Lages está fazendo com os Bombeiros Voluntários de Campo Belo do Sul no Planalto catarinense. Provavelmente com ciúmes da pequena corporação que, em poucos anos, conseguiu ter um crescimento que outras corporações policiais, que usam dinheiro público, não conseguem, os militares de Lages entraram com ação na Justiça tentando impedir o funcionamento da pequena corporação acusando-a de ilegal e de, vejam só o ridículo, usurpar função pública. A corporação que sobrevive de doações de empresários e da população do município além do trabalho voluntários de moradores está prestes a fechar deixando o município sem nenhuma proteção pois os bombeiros de Lages levam no mínimo uma hora para chegar a Campo Belo. Mais ridículo ainda é que os militares de Lages querem que os voluntários, se não extintos, troquem de nome e não usem o vermelho como cor padrão. A perserguição é tanta que os militares lageanos conseguira impedir os voluntários de usarem o número 193 para emergências. Ou seja: a cidade pode arder em chamas que ninguém pode jogar um balde de água pois estaria "usurpando função pública".
Estive na noite de terça-feira em visita a sede dos Bombeiros Voluntário de Campo Belo do Sul. Pude constatar "in loco" o esforço e a dedicação do pessoal. Jovens dedicados e com garra. Alguns vindos de condenações por pequenos delitos e que são bsorvidos pela corporação que também desempenha o papel de integradora social. Em pouco tempo, a corporação que atende ainda as cidades de Capão Alto, Cerro Negro e Anita Garibaldi, já atendeu mais de 950 ocorrências, disponibilizando 27 voluntários ativos, duas ambulâncias, um caminhão e um veículo administrativo. "Nossa intenção é contribuir com estas comunidades que há muito tempo pleiteavam atendimento desta natureza e há 12 anos não tinham bombeiros em seus municípios” afirma o comandante dos voluntários Amarildo Molinari.
A pressão política dos militares de Lages tem sido tão violenta que vem suscitando manifestações de empresários, da população e de parlamentares. O deputado Reno Caramori fez pronunciamento na Assembléia Legislativa criticando a atitude dos militares: “Os Bombeiros Militares têm que cuidar da falência que se encontram muitas de suas corporações e não criar caso com quem tem contribuído com a segurança dos catarinenses. Ao contrário de prejudicar as unidades dos Voluntários, deveriam se preocupar em ampliar suas atividades aos mais de 170 municípios de Santa Catarina que não são atendidos”.
O diretor-executivo da Associação dos Bombeiros Voluntários de Santa Catarina (Abvesc), Aldair Amâncio Faria tem a mesma opinião. Citando o caso do Bairro Garcia, em Blumenau, onde o posto militar está sendo fechado, ele criticou o caráter corporativo das reclamações em detrimento do interesse público: “O Estado está sem estrutura para manter a corporação militar e, mesmo assim, pretende desqualificar o atendimento feito pelos Voluntários”.

Bem, não entendi até agora como a justiça ou alguém pode apoiar manifestação como essas que partem de Lages contra o pequeno município e contra um grupo de pessoas que estão ali, voluntariamante, para prestar atendimentos de proteção à cidade e aos seus moradores. Devem haver outros interesses inconfessáveis por trás desta estória ou então é apenas o que diz o deputado Reno: "Ciúme de homem".
Para ver o vídeo dos Bombeiros Voluntários de Campo
do Sul clique aqui.

Pasqualini e a descentralização

A famosa "descentralização" tão badalada pelo o governador Luiz Henrique parece que só acontece em relação aos outros Estados. Internamente, em Santa Catarina, continua tudo como antes. Ambulâncioterapia, prefeitos batendo nas portas da Capital e no interior só cabidão de emprego como já havia denunciado o senador "Demo", Raimundo Colombo, hoje aliado do...cabidão. A contatação de que a descentralização só acontece em relação aos outros estados é do deputado progressista Jaime Pasqualini. "Houve descentralização quando o Governo comprou uniformes escolares em outro estado. Tem dado certo quando se constata uma denúncia de que o Governo contratou serviços, na área de assistência social, em uma empresa do Paraná”. Essa última se refere à vergonhosa tranferência de grana, sem licitação, feita pela secretária Dalva Dias ao Paraná.

Uma heroína sem nome

Sandra Coverloni é o nome da brasileira que ganhou o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cinema de Cannes. Sandra foi premiada domingo, 25, com o prêmio de melhor atriz no Festival de Cinema de Cannes , por sua atuação no filme “Linha de Passe”, dirigido por Walter Salles e Daniela Thomas. A mídia nacional noticiou o feito mas manteve em "segredo" o nome da atriz. A Folha de São Paulo, em sua primeira página lascou: "Brasileira é a melhor atriz em Cannes". Mas não deu o nome. Provavelmente porque não sabia o nome e nem o nome de Sandra Coverloni constava da lista dos "notórios" da Folha. "Uma heroína sem nome" como escreve Carlos Chaparro no excelente artigo sobre o assunto. Beba na Fonte.

26 maio 2008

Morre líder da FARCs

O jornal El Tiempo de Bogotá confirma a morte do famoso chefe dos narco-guerrilheiros das FARCS. Com a publicação de um vídeo enviado pela organização guerrilheira ficaram confirmados os boatos da morte de Marulanda, conhecido como "Tio Fijo". Segundo o comunicado das FARCS, o novo líder se chama Alfonso Cano. Em um vídeo filmado com duas câmera e cuidadosamente editado, o membro do secretariado geral das FARCs,"Timochenko", afirma que a morte de Marulanda aconteceu nas montanhas colombianas. "Timochenko" conseguiu fugir de uma forte ofensiva militar na zona de fronteira com a Venezuela. As FARCs haviam anunciado insistem em dizer que Marulanda morreu de causas naturais e não de um ataque militar. "Marulanda morreu no dia 26 de março como conseqüência de uma ataque cardíaco, nos braços de sua companheira e rodeado poe sua guarda pessoal, depois de uma breve doença", afirma o comunicado. Assista ao clipe.

video

Organização criminosa

O nome do deputado pedetista Paulinho Pereira da Silva continua a aparecer na grande mídia como parte do esquema criminoso que desviava dinehrio do BNDES. Veja no Estadão de domingo matéria onde o nome do deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força, é parte do “Organograma da Organização Criminosa - ‘Esquema BNDES’”, registrado na página 97 do Relatório de Inteligência Policial 11 da Operação Santa Tereza - peça que analisa os documentos recolhidos pelos federais e relacionados ao suposto desvio de verbas do BNDES. Para a PF, Paulinho teria recebido cheque de R$ 18.397,50 relativo ao primeiro desembolso do banco para a Prefeitura de Praia Grande (SP) e outra ordem de pagamento de R$ 82.162,93, referente a empréstimo às Lojas Marisa. Beba na fonte.

Violência na Lagoa

Recebi este e-mail que, ao que parece, foi escrito no calor da emoção. E que emoção. Não é de hoje que a Lagoa da Conceição ficou perigosa à noite. Muita mala-ruim, traficantes, marginais armados e pitbuls com cara de macho mas que adoram se agarrar em homem. Estranho.

"Já faz um tempo que, diante de brutalidades do mundo (eu diria que a maioria gratuita), comento, em tom de brincadeira com pais, amigos e com o namorado: “Parem o mundo que eu quero descer!!” Mas dessa vez não é brincadeira, não quero mesmo mais ficar aqui junto com esse bando de boçais. Talvez eu compre um terreno na lua, talvez me mude para uma ilha deserta. O fato é que a vida em sociedade não tem graça se não pudermos exercer um pouco de liberdade Como, em dias de TPM, não vou poder falar algumas palavras mais chulas para aquele carro que passa do meu lado e, do meu ponto de vista, está fazendo barbeiragens??!!? Só xingar, de longe, nada mais. Como assim?? Não tenho mais liberdade para dispensar um cara qualquer que, por mais educado, seja insistente e esteja atrapalhando minha noite de diversão. É, nem isso mais é possível. Na última noite (e rezo para que realmente seja a última) em que estive na Lagoa, famoso local de casas noturnas e bares de Florianópolis, corri um risco grande demais. Ali, naquele momento, senti que dessa vez não é brincadeira: Parem o mundo que eu quero descer!!!

Depois de uma noite alegre estávamos eu e uma amiga, já dentro do carro, nos despedindo de um casal e mais um rapaz que vieram curtir o feriado na Ilha. E de repente, na mais pura forma gratuita de agressão, três ou quatro homens começaram a bater nos dois rapazes que estavam conosco. Não sei exatamente quanto porque tudo passa muito rápido. Tirei o carro do local, caso contrário seríamos mais vítimas. Apesar dos gritos de ajuda, ninguém foi capaz de pegar um telefone e ligar para a polícia. Quando consegui fazer isso, o estrago já tinha sido feito. Pelo retrovisor vi um dos amigos caído no asfalto e um homem correndo atrás do carro. A PM foi rápida, mas infelizmente ninguém viu nada nem anotou a placa do carro onde os “jogadores” entraram. As vítimas, por sorte, vão se recuperar. Mas eu, ainda sonharei com um mundo de paz e bom senso. Enquanto isso, é acordada que tenho pesadelos.

PS: depois que um pouco do nervosismo passou reconhecemos um dos agressores. Por pelo menos três vezes ele quis saber, ainda dentro do bar, se ao íamos para a fila do caixa. Estranhei a atitude extremamente solícita, recusei, agradeci e fiz algum comentário, certamente maldoso, com minha amiga. Descobri depois dessa noite que não tenho mais esse direito. Comentários maldosos podem ter sérias conseqüências. Ainda me pergunto que tipo de ancestral os homens trazem dentro deles. Nos classificados, procuro um anúncio “de outro planeta”...

Marília Prado