12 abril 2008

Bossa Nova

Exelente o programa Sarau, apresentado pelo jornalista Chico Pinheiro na Globo News que acabou neste momento. Carlos e Kate Lyra, Marcos Valle, Fernanda Porto, Marlene e Leny Andrade falando, contando e tocando Bossa Nova. Um registro e um resgate do surgimento até a universalização do nosso melhor movimento musical. Dá para resgatar no site da Globo News. Curta Samba de Uma Nota Só (Tom Jobim e Newton Mendonça) na voz de Ella Fitzgerald, gravado em 1969.

video
Florianópolis, Ingleses, outono de 2008

La Bündchen

Cerca de R$ 120 mil foi o preço pago por esta foto da modelo brasileira Gisele Bündchen, ontem, em leilão organizado pela Christie´s, em Nova York. La Bündchen foi clicada por Inving Penn, assim como nasceu, em 1999. Só não entendi porque pagaram menos pela foto da gauchita nua do que pela foto da primeira dama da França, Carla Bruni, arrematada por cerca de R$ 155 mil. Sou mais a Gi.

11 abril 2008

A tal neutralidade da imprensa

Sobre a tão propalada independência e isenção no jornalismo, assunto que já abordei aqui após várias cobranças de "anônimos", interessante ler este parágrafo do e-mail onde o jornalista Mario Marona se solidariza com jornalistas acusadas de sensoras na TV Brasil. Quer ser independente? Não dependa de patrão! Abra um jornal, crie um blog!
"Sinto muito informar, mas eu não acredito em TV neutra – pública ou não. Exerço cargos de chefia há mais de 20 anos e nunca deixei de cumprir a orientação dos meus empregadores. Nunca fui obrigado a puxar o saco do Roberto Marinho nas páginas do Globo ou no Jornal Nacional da TV Globo. Mas jamais passou pela minha cabeça criticá-lo nestes espaços. Nunca fiz apenas e exatamente o que o Tanure gostaria que eu fizesse nas páginas do JB, mas jamais permiti, voluntariamente, que o jornal publicasse algo que contrariasse os princípios dele".

Nota de Remor reaparece no blog do Moacir

Postada na semana passada e suspensa por falta de contato com o engenheiro Aurélio Remor, a nota retornar com as explicações do ex-secretário. Veio assinada por Luiz F.Ferreira. A primeira denúncia veio por telefone. A segunda, agora, por e-mail. Trata de obra da prefeitura municipal de Florianópolis, beneficiando propriedade do secretário de Obras, Aurélio Remor. A conferir: Beba na fonte.
Tem, também, nota do Secretário de Comunicação da Prefeitura, Paulo Arenhart, falando pelo ex-secretário. Beba na fonte.

O Funk do Suassuna

Estive à tarde em uma palestra do escritor Ariano Suassuna. Foi no Costão do Santinho no ENEAC 2008. Encontro Nacional da Empresas de Asseio e Conservação. Nada tenho com o encontro. Fui para ver Suassuna, a quem admiro. Valeu à pena. Autor do Auto da Compadecida e do Reino da Pedra, Suassuna sempre tem alguma coisa a nos ensinar. Estava impagável em sua cruzada contra a cultura americana e na sua defesa incondicional da cultura brasileira que é o motor da sua vida. Do alto dos seus 81 anos, Ariano Suassuna consegue fazer piada de si mesmo. Dizem ser esta, uma das virtudes dos inteligentes. Depois de criticar as tentativas de uniformização da cultura e afirmar que qualquer obra com qualidade se torna universal passou um vídeo que está rolando no youtube, onde "dejotas" (DJ) como pronuncia, fizeram um funk tirando um sarro do defensor da cultura nacional. Usaram palestra de Suassuna e montaram o vídeo. Veja abaixo e se delicie.
video

Senado emprega mais de 500 jornalistas


Com a crise da TV Brasil (Estatal), criada a partir da demissão do jornalista Luiz Lobo, e que está habitando a maioria dos blog e site políticos do país, outro fato interessante acabou acontecendo. Em e-mail de soliedariedade às jornalistas Tereza Cruvinel e Helena Chagas que estão sendo acusadas por Lobo, ex-editor da TV Brasil, de não conduzirem a TV Pública com neutralidade, o jornalista Mário Marona, ex-diretor de comunicação do Senado Federal, divulgou em seu blog o número de jornalistas empregados por essa grande teta do Congresso Nacional. Pasmem leitores: 500 jornalistas mais o "alho". Leia a carta na íntegra. Beba na fonte.

Elementar

Bem interessante a "aula" do presidente Lula, ontem, na Holanda. Segundo esclareceu aos presentes, "o preço dos alimentos está subindo porque os pobres estão comendo mais". Como resolver a questão da fome mundial?: "Plantando mais", afirmou o presidente.

TV Brasil, demissão e denúncia

Jornais, rádios, TVs e blogs não param de noticiar a "denúncia" do jornalista Luiz Lobo, âncora e editor chefe da estatal TV Brasil acusando o Planalto de interferência direta na emissoral. O jornalista foi demitido, não se demitiu como alguns quiseram fazer crer, por "querer mandar sem estar presente". Artigo do jornalista Eduardo Castro analisa e discute a questão, levantando elementos que até então não haviam sido discutidos pela mídia.
"A série de reportagens envolvendo a TV Brasil, que começou na Folha de S. Paulo (justamente no Dia do Jornalista, 7 de abril) e espalhou-se sem reflexão por outros veículos, é exemplo típico de jornalismo declaratório – o mais preguiçoso que existe. A manchete deixa claro: “Jornalista acusa Planalto de interferir na TV Brasil”. A fonte é um jornalista que se diz “sob pressão insuportável” acaba de sair da própria TV. Uau! É abre de página!". Beba na fonte.

Da varando do meu blog

Florianópolis, 6:56 hs, outono de 2008

10 abril 2008

A ética do leitor

Oportuno o artigo do jornalista Eugenio Bucci no "Observatório da Imprensa". Em seu artigo, Bucci aborda de forma clara e direta a estranha relação dos leitores com os blogs e sites de jornalismo. É grande a quantidade de comentários impublicáveis que os blogs recebem. A maioria agredindo, difamando ou fazendo denúncias sem a mínima comprovação. Quase todos se escondem sob o manto do anonimato.
"Temos falado muito de ética da imprensa – e nunca tratamos da ética do leitor. Os jornalistas não podem ofender as pessoas, mas alguns leitores pensam que podem ofender livremente os jornalistas. O mais inacreditável é que parecem pensar assim em nome da ética". Beba na fonte.

Epidemia de dengue pode atingir SC

Segundo relatório do Ministério da Saúde, o estado de Santa Catarina chama a atenção dos infectologistas por ser uma das populações mais suscetíveis aos três tipos de vírus da dengue pois até 2006, o Estado não registrou nenhum caso da doença. Para Vitor Berbara, superintendente de Vigilância em Saúde do governo do Rio de Janeiro, onde o relatório foi apresentado, o risco se dá porque a população catarinense foi a que menos teve contato com os vírus.
O relatório aponta que 16 estados brasileiros tem risco de sofrer epidemia de dengue no verão de 2009. Segundo o estudo, os Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Bahia, Alagoas, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Piauí, Tocantins, Maranhão, Pará, Amazonas e Roraima podem enfrentar surtos da doença no verão do ano que vem.

Nova denúncia no TSE complica LHS

Mesmo ameaçado de perder o mandato por usar indevidamente os meios de comunicação, o governador Luiz Henrique não desiste. Continua engordando as burras da imprensa picareta. Aquela criada só para mamar dinheiro público. Agora, pode se complicar mais uma vez. O ministro Félix Fischer, que assumiu recentemente uma vaga no Supremo Tribunal Eleitoral, recebeu do Ministério Público denúncia que estava parada aqui pelo Estado mesmo antes da diplomação de LHS e do vice Leonel Pavan. Trata-se de uma ação de investigação da Justiça eleitoral sobre o abuso do poder econômico e propaganda institucional, além do uso indevido dos meios de comunicação. Matéria completa do jornalista Ricardo Weg na Gazeta de Joinville de hoje. Beba na fonte.



Continua a farra na imprensa

O abuso dos meios de comunicação para pavonear-se e fazer propaganda do seu governo, até em período pré-eleitoral, parece ser umas das "virtudes" de Luiz Henrique da Silveira. O prefeito da Capital Dário Berger segue o mesmo caminho. Falei outro dia aqui sobre a imprensa picareta, aquela que foi criada só para mamar as verbas publicitária que o governo distribui fartamente, sob a rubrica de "democratização da imprensa". Exelente matéria sobre o assunto, com nome aos bois, você acompanha no blog "a política como ela é".

"Exemplo de publicidade trocada? Revista "Santa Catarina Magazine", edição nº 1, AJB Editora, 5.000 exemplares, parte distribuída gratuitamente, outra vendida em banca a R$ 10,60. A cidade mais querida, leia-se feminina, do Brasil está nas páginas dois e três. Já nas páginas oito e nove, após o índice, abrindo o espaço jornalístico da nova e belíssima revista, sua excelência o governador. O texto é revelador. “A grande obra de seu primeiro mandato foi a descentralização administrativa. Agora, em seu segundo mandato, a meta é desenvolver mais esse processo, para torná-lo irreversível". Beba na fonte.

GRÁTIS! Clássicos da literatura mundial

Fernando Pessoa
Oportunidade inédita do "Portal Domínio Público". Centenas de livros estão disponibilizados gratuitamente na internet. É só clicar e baixar as obras. O portal está colocando à disposição dos usuários da Internet uma biblioteca virtual com cerca de 500 títulos que vão de Machado de Assis, Fernando Pessoa, Dante Alighieri a William Shakespeare. O acervo disponível para consulta é composto, em sua grande maioria, por obras que se encontram em domínio público ou obras que contam com a devida licença por parte dos titulares dos direitos autorais pendentes.
Clicque e se delicie com o que existe de melhor na literatura mundial. Tudo de graça. Uma ótima oportunidade.

Espionagem: Cai cúpula militar do Equador


O Equador não acertou mais o passo desde a invasão de seu território pelas forças Colombianas em busca dos narcotraficantes das Farc. Acusações de espionagem e de relações incestuosas das forças militares com a CIA estão destruindo as relações do presidente Rafael Correa com as forças armadas do país. Agora foi o ministro de Defesa, Wellington Sandoval, que dançou. Em seu lugar assumiu o secretário particular do presidente, conhecido escritor de Quito, identificado com projetos de desenvolvimento social. Na semana passada o chefe do serviço de inteligência do Exército, Mário Pazmiño, foi fulminado com uma destituição sumária. Ato contínuo, mais dois generais pediram "as contas". O chefe do Comando das Forças Conjuntas das Forças Armadas e o comandante do Exército, Guillermo Váscones.
O presidente Correa acusa as forças de inteligência do País de estar infiltrada por agentes da CIA e que certas unidades do exército são financiadas pela agencia de espionagem norte-americana. Segundo Rafael Correa a CIA entregava anualmente cerca de18 milhões de dólares ao serviço de inteligência do Exército em troca de informações. É crise braba e, em se tratando de "república de bananas", mexer com a milicada é complicado. (do jornal El Tiempo)

O liberal, o fundamentalista e a comunista


A briga pela prefeitura do Rio de Janeiro já começou a esquentar. Três candidatos se destacam na disputa. Fernando Gabeira (PV), o bispo Marcelo Crivella (PRB) e Jandira Feghali (PC do B). A troca de farpas entre os candidatos já começa a divertir os cariocas. Um delas dirigida a Fernando Gabeira pelo "bispo" moralista Crivella dá o tom do nível da campanha. Crivella ataca Gabeira dizendo que ele defende "homem com homem e maconha". Ao que Gabeira responde: "ele deveria estar preocupado é com a relação homem/mosquito". Referindo-se a epidemia de Dengue no Rio de Janeiro.

"Isto É" manipula imagem

Bom dia leitor !
A expressão "Fora Serra" foi apagada digitalmente de fotografia que ilustra reportagem sobre Movimento Sem Terra na revista "Isto É", da Editora Três. A revista havia comprado a fotografia do jornal Folha de São Paulo e a expressão "Fora Serra" estava pichada em uma placa de trânsito. O editor-executivo da revista admitiu que houve manipulação da imagem através do programa de computador photoshop. Continua valendo a máxima: "Jornal e ligüiça nunca se sabe como são feitos".
Alias, bem interessante a matéria da revista sobre a grande ofensiva preparada pelo MST. A nova ofensiva do grupo que um dia empunhou a bandeira da reforma agrária e chegou até a angariar alguma simpatia popular está planejada, anunciada e promete ser a mais agressiva de sua história. Beba na fonte

09 abril 2008

Menino com garrafas

"Tirar uma foto é como reconhecer um evento. Naquele exato momento e numa fração de segundo, você organiza as formas que vê para expressar e dar sentido ao evento. É uma questão de pôr o cérebro, o olho e o coração na mesma linha de visão. É uma forma de viver". Considerado um dos mais conceituados fotógrafos do fotojornalismo moderno Henri Cartier Bresson sempre foi contra qualquer tipo de regra ou cortes sobre fotografia.
A foto do menino orgulhoso com as garrafas define seu trabalho de captar o momento.
Esta foto foi feita em Paris, na rua Mouffetard no Quartier Latin. Estive na Mouffetard em outubro. Estava tudo congelado. Igual a foto. Boa noite leitor!

Promotor acusa pai de matar Isabella Nardoni

Li no blog do Noblat que o promotor Francisco José Cembranelli, em conversa reservada com jornalistas, afirmou que foi Alexandre Nardoni, pai de Isabella, de 5 anos, que jogou a filha pela janela. Cembranelli foi professor de Alexandre e fala dele como "um vagabundo que sempre viveu às custas do pai, um playboy".

Entrevista hilária com a cantora Gretchen

Muito boa a atuação de Danilo Gentili interpretando o repórter inexperiente que entrevista a dançarina e cantora Gretchen. É um dos melhores quadros do programa CQC, que estreou no dia 17 de março na Band. A musa do bumbum é muito gentil com o garoto, conduzindo a entrevista, dando toques e nunca perde o rebolado (!) diante das bolas fora que o cara dá. Hilário.
E o gran-finale. Bem, vejam lá.

video

Prefeito acusado de falsificação

Esse prefeito de São José não é fácil, hein? Já foi acusado de nepotismo, de maracutaia com empresa de lixo e agora de falsificação de documentos e falsidade ideológica. O vereador Osni Meurer (PP), durante sessão da Câmara, afirmou que vai solicitar ao Ministério da Educação que investige diplomas falsos assinados pelo prefeito. O vereador não ficou por aí, disse ainda que pedirá investigação da Polícia Federal pois, segundo ele, vários diplomas teriam sido assinados pelo prefeito para facilitar que uma funcionária assumisse cargos para os quais não tinha habilitação.
A origem da denúncia seria uma carta-denúncia da ex-funcionária que conta em detalhes toda a "ação" do prefeito para facilitar a sua vida. Hum...

Em sala de aula

Neste momento estou em sala de aula (matando a saudades) em uma Oficina de Blog. A Oficina é promovida pelo Centro Acadêmico de Jornalismo da Faculdade Estácio de Sá. O "professor" é o jornalista Rodrigo Lóssio, com larga experiência no assunto. Estou gostando e acredito que sairei daqui um "blogueiro" melhor. Para sua sorte leitor.

O controle da mídia


Se você ainda tinha alguma dúvida de que jornalista não deveria trabalhar para governo, qualquer governo, agora, não tem mais. Se você ainda tinha alguma dúvida de que é “impossível” fazer jornalismo sério e independente em TV pública (sic) criada e patrocinada pelo governo, agora, não tem mais. Leia matéria do jornaslista Antonio Brasil. Beba na fonte.

Jeito chinês de fazer cultura

O Cultura & Mercado levanta a discussão sobre os rumos da cultura nacional e o papel desenvolvido atualmente pelo Ministério da Cultura. Concluíram que o Minc se transformou em terceiro setor , "um fenômeno que atingiu o governo Lula como um todo". De certa forma um exagero no jeito chinês de fundir Estado e sociedade-mercado.
"O erro foi todo nosso. Pensávamos estar diante de um super-ministério. A forte figura de Gilberto Gil nos engana nesse sentido. Achávamos que ele tinha capacidade de assumir uma dupla função: articular a sociedade, desenvolver agenda pública e, ao mesmo tempo, governar. Afinal para isso servem os governantes". Beba na fonte

08 abril 2008

A teta do Senado


Movimento dentro do Congresso debate o fim da figura do suplente de senador. Na verdade isso é uma aberração que só favorece determinadas figuras e interesses bem específicos. Existem, hoje, no Senado Federal 16 cadeiras ocupadas por suplentes. São senadores da República sem ter tido um só voto. Ao contrário de seus 65 colegas no Senado, dos 513 Deputados Federais, dos 1059 Deputados Estaduais e de milhares de vereadores que ocupam cargos delegados pelo voto popular.
O mais interessante disso é investimento feitos pelos suplentes para acabar mamando no dinheiro público e assumindo o Senado para defender interesses que muitas vezes favorecem parentes e amigos. Veja como os suplentes chegam lá:
- Quatro dos atuais suplentes no Senado doaram um total de R$ 1,8 milhão às campanhas eleitorais dos respectivos titulares;
- Três são parentes dos titulares;
- Mais da metade dos suplentes jamais venceu uma eleição;
- Dez suplentes declaram ter patrimônio acima de R$ 10 milhões
- Duas bancadas contam com dois suplentes entre os seus três senadores

O Senado Federal tem um custo altíssimo, total falta de transparência e é ninho de envolvidos com a justiça. Por essa e por outras que existe um movimento propondo a extinção do Senado Federal. Leia matéria completa de Fabiano Angélico. Beba na fonte.

Autoritarismo submete parlamento de SC

Saudades do "velho MDB de guerra". Aquele partido que tinha em suas fileiras pessoas de fibra, de caráter que lutaram contra o autoritarismo e pela democracia. Tudo mudou. O PMDB que conhecemos hoje não é nem sombra do passado. Dominado por líderes fisiologistas e "negociadores", o partido se transformou numa máquina de barganha política para se manter no poder. Conseguem ser mais "profissional" que os ex-PFL, Demo, D-25. Estão sempre no poder, seja com Sarney, com Calheiros, com Luiz Henrique, é tudo farinha do mesmo saco.
Aqui em SC finalmente aconteceu. O ex- agente do Dops - polícia política do tempo da ditadura militar - Luiz Henrique da Silveira, acabou impondo sua visão de "administrar" o Estado através do autoritarismo. Atropelou o poder Legislativo com o voto do seu líder na Assembléia, deputado Manoel Mota(foto), que para perplexidade total de seus pares, votou contra qualquer tipo de pedido de informação dos oposicionistas. A atitude do PMDB acaba submetendo o Parlamento à subserviência do Executivo. Um verdadeiro show de prepotência e autoritarismo.
O voto do líder do governo, Manoel Mota, foi logo depois de o deputado ter se envolvido em arranca rabo com professores que lotavam as galerias da ex-casa do povo, e protestavam contra a aprovação de Medida Provisória considerada discriminatória pelos professores.
“Não fosse a pronta ação da polícia, que o conteve a tempo, o líder do PMDB teria agredido um professor que reclamava daquela medida arbitrária aprovada pelos governistas”, observou o deputado Joares Ponticelli.
Para Ponticelli, ao adotar essa postura, a liderança do PMDB mostra que o Governo não é apenas “autoritário”, mas que está “com muito medo” de que a sociedade catarinense saiba do que vem ocorrendo. “Ao fazer um pedido de informação, estamos exercendo nosso direito constitucional de acompanhar e fiscalizar os atos do Executivo, em nome da sociedade. E, ao negar-nos esse direito, o Governo nos dá o direito de supor que o executivo está cometendo atos ilegais, condenáveis, que caiu na marginalidade”, afirmou.

Memória...


Luiz Fonseca

“Forget 68” é o título do livro /

de Daniel Cohn-Bendit /

que pediu desculpas /

por seu ativismo passado. /

Bob Dylan diz agora que não

gostava dos esquerdistas. /

E repudiou antigas canções de protesto. /

Gilberto Gil se arrependeu de ter feito

“Domingo no Parque”. /

Não se referia ao estilo musical. /

Fernando Henrique Cardoso pediu /

Esqueçam o que escrevi. /

Até Lula. /

Ele veio definir /

como bravatas /

suas atitudes quando na oposição. /

A esses todos /

Eu digo /

desculpem-me por /

um dia /

tê-los admirado. /

Os Smurfs vão virar Gargamel

Acabei de ler no blog do Cesar Valente que os Smurfs, como são conhecidos em Florianópolis os integrantes da Guarda Municipal, poderão portar armas de agora em diante. Vai ser um deus-nos-acuda, se desarmados já metem os pés pelas mãos imaginem armados. Recentemente a imprensa noticiou o caso da truculência dos Smurf´s com um empresário de rádio da Capital. Os relatos de testemunhas foram de que houve violência, invasão de domicílio e quebradeira.
Alí falta preparo, profissionalismo, educação e na maioria das vezes, inteligência. Armar pessoas despreparadas para o trato com a população é preparar uma bomba de tempo. É a própria tragédia anunciada. Leia lá no Cesar a matéria completa. Beba na fonte.

De traficante a queridinho da imprensa

Estou acabando de ler o livro Meu nome não é Johnny. Escrito pelo jornalista Guilherme Fiuza, o livro conta a história de João Estrella, jovem de classe média alta da zona sul do Rio de Janeiro, ex-traficante de pó, ex-detento de um manicômio, e ex-usuário. João se envolveu com drogas e acabou sendo um dos maiores distribuidores de cocaína do Rio e com algumas conexões internacional.
O livro é um thriller de ler de uma sentada só. Bem escrito, mostra personagens reais e como funciona o tráfico de drogas e o cotidiano dos morros e da elite carioca. Uma reportagem de primeira. Ao final das contas João Estrella, após dois anos no manicômio, é solto e vira estrela. Protagonista de livro, de filme, palestrante, músico e querido da mídia nacional.
O que me pergunto é o seguinte: o manicômio judiciário reabilita as pessoas para o convívio social? Acho que não. Pelo contrário, as prisões no Brasil e o nosso modelo de sistema carcerário, são na verdade fábricas e escolas de pós-graduação em bandidagem.
Mas e o João? aparece depois de dois anos de cana, escancara a sua vida e não para mais de dar entrevistas na TV e para jornais. Isso seria possível com Fernandinho Beira Mar?
Acho que não. João Estrela, pelo que mostra o livro, sempre foi uma pessoa comunicativa, inteligente, educado, alegre, amigo dos amigos...de bem. É possível que alguém que chegue à elite do tráfico de drogas como Estrella chegou, seja uma pessoa "de bem"? Parece que sim. Ao menos é o que João tem mostrado para o Brasil.
João abandonou a Conexão-Nelore (pó de primeira qualidade) e partiu para a Conexão-Imprensa. Deu a volta.

PF prende dinheiro do contribuinte

A Polícia Federal tem mostrado agilidade em certas operações feitas por todo o País. Só que quando se trata de devolver dinheiro do contribuinte, engata um espírito de lesma que faz desaparecer aquela aura de eficiência dos nossos 007.
É bastante comum o contribuinte pagar alguma taxa indevidamente quando recorre a algum serviço da PF. Para a mais, a menos ou na rubrica errada. Esse dinheiro fica retido na instituição. O contribuinte deve pagar outra taxa e depois pedir o reembolso do seu dinheirinho mal pago. É aí que a coisa complica. Segundo dois leitores do cangablog, o dinheiro fica retido indefinidamente e o contribuinte se esvaindo em intermináveis telefonemas para tentar reaver sua grana. Os dois casos se referem a reembolso da Taxa de Passaporte. Um foi protocolado em Agosto e o outro em Abril de 2007. Já estão quase aniversariando. Quando conseguem falar com um agente da PF a resposta é sempre a mesma: - O governo não liberou o pagamento.
Com o governo quando se trata de dinheiro alheio é sempre a lesma lerda! Vai ver se dá pra fazer passaporte de fiado. Isso não dá, né?

07 abril 2008

MPE acaba com gambiarra na Beira Mar


Pronto, acabou a estória do acesso da Beira Mar Norte que, segundo denúncias, acabava beneficiando o Secretário de Obras da Prefeitura de Florianópolis, Aurélio Remor. O Ministério Público decidiu, hoje, que a Prefeitura tem 30 dias para reconstruir o canteiro e acabar com a gambiarra construída logo após uma curva de alta velocidade que comprometia a segurança do local. Além da questão segurança, os promotores constataram que a obra beneficiava pouca gente. Tá na cara a quem beneficiava. Aurélio Remor tem uma casa no início da Beira Mar que foi alugada para o BIC Banco. O acesso a esta pequena parte da Beira Mar só é possível através de uma rua paralela à avenida e não de forma direta. Ficava ruim para o banco. Aí aconteceu a mágica: a Secretaria de Obras resolveu criar um acesso em local imprópio e que na verdade só beneficiaria os clientes do BIC Banco e por tabela o secretário Aurélio Remor, proprietário do prédio.
E o custo desta obra fica com quem? Com você caro leitor! Com você cidadão pagador de impostos! Além da situação de ver que certas pessoas se sentem donas da cidade e não estão nem aí para a população.
10 para os promotores do Ministério Público Estadual!

Razões para licenciamento da ministra Dilma

Essa foto foi feita durante entrevista concedida pela ministra,
semana passada,
no Palácio do Planalto sobre o dossiê FHC

Vendo pela ótica do Senado Federal os argumentos abaixo seriam suficientes para a ministra Dilma Rouseff pedir as contas, limpar as gavetas e tentar outra profissão:

- para ter tempo para responder às acusações e denúncias diárias que afetam seu trabalho na Casa Civil e, conseqüentemente, o gerenciamento de programas governamentais importantes para o país (PAC); as manchetes de hoje informam que a PF vai investigar o vazamento;

- o Senado está paralisado com a CPMI dos Cartões e, do ponto de vista do desgaste perante a opinião pública, vai sofrer mais ainda com a CPI exclusiva que a oposição pretende instalar (o requerimento será lido pelo presidente Garibaldi nesta terça-feira);

- as CPIs estão desgastadas, vistas pela opinião pública como palcos de briga político-partidária entre PT e PSDB com vistas à sucessão em 2010;

- o pedido de licença da Dilma, se feito hoje, esvaziaria o desgaste do Senado amanhã e liberaria o governo;

- o pedido, feito no Senado, elevaria o conceito da instituição que, com um gesto dessa natureza, afastaria a crise política do ambiente legislativo, recolocando-a como jogo de força entre governo e oposição, sem envolvimento institucional do Senado;

A sorte do Remor

Leitor do cangablog manda e-mail com nota publicada no blog do Cesar Valente, em 19/02, sobre a "sorte" do Secretário de Obras da Prefeitura de Florianópolis, Aurélio Remor. A tal denúncia que eu tinha lido no blog do Moacir Pereira e que depois desapareceu do blog está aqui. Já havia sido publicada pelo Cesar. Alguns dirão que é coisa requentada. Requentada é a relação desse povo com o dinheiro público. Mateus, primeiro os meus!

Fala, leitor! A SORTE DO REMOR
“Prezado Cesar: Tem sortudo na Beira Mar da capital! Não é que, com uma baita placa anunciando o “Mirante da Beira Mar”, seccionaram em dois pontos o canteiro divisório da pista antiga, bem antes da que já existia e outro em frente à churrascaria Floripana?
O Remor [Aurélio Castro Remor, Secretário de Obras da Prefeitura de Florianópolis] (danado de sortudo) tem uma casa bem no meio das duas entradas (onde era o salão do Júlio de Leon) e a casa dele vai abrigar um banco, que não botou placa nenhuma anunciando a vinda, porque provavelmente quer evitar enxurrada de depositantes antes da inauguração.

Que é moeda é, de que cor??”

Pão, trigo e Lula

Vincent van Gogh, "Campo de trigo com corvos".

Ao tomar café, manhã dessas, no Angeloni da Rio Branco, presenciei uma "grita geral" sobre o preço do pão de trigo. Esse nosso pão de cada dia.
- Semana passada estava a R$ 4,50 o quilo e agora já está R$ 6.19. Isso é um absurdo!
Esbravejava uma senhora. Ao que outra, idosa, ao lado respondeu:
- Vota Nele de novo! Vota!
Achei graça da ligação direta do aumento do pão com o presidente Lula.
Resolvi intervir e falei que o preço aumentou, e deve aumentar mais ainda, devido à crise argentina e ao aumento do preço do trigo no mercado internacional. Fiquei falando ao vento. A Sra. indignada com o governo continuou metendo o cacête no Lula.

Agora, que tá caro tá!


Trânsito vai ser mote da campanha

O caos no trânsito, sem dúvida, será um dos temas mais levantados e discutidos desta campanha eleitoral que se aproxima. No boca-a-boca da cidade o trânsito é o tema mais preocupante. Tem até pesquisa da Prefeitura que comprova a preocupação popular com a questão viária da Capital. A falta de meios de transporte de massa com qualidade e o alto preço das passagens de ônibus só pioram a situação. Além disso, a cidade carece de um sistema
de transporte marítimo e de ciclovias interligadas.
Na verdade, a população tinha esperança de que com a abertura da tal "caixa preta"dos transportes, prometida em verso e prosa pelo Dário, seriam resolvidos todos os problemas.
Nada! O prefeito enrolou os eleitores com promessas que não cumpriu e nem tinha como cumprir porque não existiam. Ou seja, mentiu para população mais uma vez.
Os acessos da cidade estão saturados e Dário Berger não fez os investimentos necessário para amenizar o problema. As ligações de acesso a Florianópolis não recebem investimentos desde 1990 quando foi inaugurada a última ponte. Dário fez, a-toque-de-caixa dois viadutos: um no Itacorubi que começa em duas pistas e termina em uma. Outro em Capoeiras que está "virado", parece que interpretaram o projeto de cabeça para baixo. Em vez de construir o elevado no sentido Abrão/Capoeiras fizeram em cima da Av. Ivo Silveira. Deu no que deu: mais engarrafamento.
Mas ainda temos salvação. Eu acredito no outro "contador", o governador LHS. Estou esperando o metrô de superfície, tão prometido, tão projetado, tão alardeado e tão esperado!

Denúncia sobre Aurélio Remor some de blog


Engraçado! Li uma denúncia no blog do Moacir Pereira onde um leitor teria denunciado favorecimento da prefeitura para o secretário de Obras, da Prefeitura, Aurélio Remor. Segundo o Moa, a primeira denúncia foi por telefone e a segunda por e-mail. Moacir publicou o e-mail, resguardando a fonte, onde descrevia toda a maracutaia. Seriam obras feitas em uma rua da Beira Mar Norte, em frente a casa o secretário Remor. As obras beneficiariam o secretário que é quem autoriza as obras. Tinha ainda um grande banco envolvido no favorecimento. Isso foi o que entendi. Como sempre remeto o leitor para uma visita ao autor das matérias, não detalhei a denúncia e mandei um Beba na fonte para o blog do Moacir. Só que logo a matéria sumiu do blog do Moacir e eu fique "a ver navios". Eu e os leitores. Vários me ligaram e enviaram mensagens dizendo que o Beba na fonte não remetia a lugar nenhum. Será que eu sonhei? Ou será que o Moacir foi censurado pela RBS?

Em tempo: Moa, se tiveres algum problema aí, manda o e-mail que o canbablog publica. Sem censura!

Dário em campanha na TV

Os outros candidatos a prefeito da Capital que abram os olhos. A campanha para a prefeitura de Florianópolis já está nas ruas. O prefeito Dário Berger, sem perder tempo, ocupa todos os espaços da mídia disponível. Ou em entrevistas diárias nos canais de TV aberta, ou com programetes tipo "bate-papo informal". Ocupa os espaços tanto na imprensa picareta (bem, essa é inventada para isso mesmo), como da outra com um pouco mais de "lustro". No Canal 20 da NET, há dias que o programa do Ricardinho Machado não passa outra coisa não ser uma entrevista com o "cidadão" Dário Berger. Segundo a propaganda do programa no site do canal, é uma conversa informal "com o nosso prefeito". A sua infância, adolescência e suas particularidades. Sempre, diariamente às 22:30. Assisti um destes programa e na verdade aparece o prefeito falando muito informalmente da sua infância, adolescência e...das obras na capital, da sua administração, do elevado de Capoeiras (aquele que engarrafou tudo por lá) enfim, em plena campanha eleitoral. O programa é repetido diariamente. Todo o dia é a mesma coisa. Quanto será que o prefeito paga para ficar tanto tempo no ar? Paga com dinheiro público, da Prefeitura? O programa se chama "Cafézinho" mas mais parece um café colonial, pelo tempo e pelas bolas picando que o entrevistador solta para que o "nosso" prefeito responda...responda...e responda. O leitor pode conferir hoje, é só ir lá no canal da 20 da Net e ver o que se repete há dias.

06 abril 2008

Mortos prontos para votar no Paraguai

Não é só no Brasil que morto vota. Prática comum no interior do país essa prova de civísmo popular se repete no Paraguai. Uma rápida e superficial investigação realizada pelo diário ABC Color de Assunción (Paraguai), aponta um dado preocupante: o número de mortos habilitados para votar nas eleições presidenciais, marcadas para o próximo dia 20 de abril é considerável: na amostra do ABC Color, chegou a 20%. Dependendo do resultado das eleições paraguaisa o Brasil pode vir a ter dor de cabeça com o país vizinho. O candidato, líder nas pesquisas, ex-bispo Fernando Lugo levantou pontos polêmicos em sua campanha relacionados a interesses brasileiros como a renegociação do Tratado de Itaipu. Vai sobrar de novo para nós. E com o "pulso" do presidente Lula nas questões internacionais estaremos diante de outra "síndrome da bolívia". Beba na fonte

O futuro...

Mostra em Berlim exibe arquitetura futurista. De como os museus passaram de uma forma sisuda para uma forma futurista e moderna. As fotos estão no site da BBC. Beba na fonte.