30 abril 2008

Rolling Stones faz bem

Ainda não fui assistir Shine a Light, o documentário dos Rolling Stones, dirigido por Martin Scorsese, em cartaz nos cinemas da capital. Ouvir e ver Rolling Stones sempre me faz bem, então fui no YouTube e baixei o trailer do filme para nós. De um play e veja:

video

Um comentário:

  1. Canga,

    Aqui tem uma apresentação do Rancho de amor a ilha, hino de Floripa,
    http://br.youtube.com/watch?v=1pMMY0_n73kv
    apresentado pelo Coral da Eletrosul e Tractebel. Você vai perceber logo a presença volumosa, no sentido também de engrandecedora, do nosso amigo Lalá.

    Dele recebi dois recados que gostaria de compartilhar com você:

    1)LP famoso disponível na Internet
    http://coverartworld.blogspot.com/2007/12/misa-criolla-1964.html

    Nesse endereço se encontra disponível (e comentado) um dos álbuns mais significativos do folclore argentino em todos os tempos, chamado Missa Criolla, de Félix Luna e Ariel Ramirez, os mesmos compositores de tantas outras preciosidades (vide Antiguos Dueños de las Flechas, tremendo sucesso de M.Sosa http://serrizomatico.blogia.com/2007/110301-los-antiguos-duenos-de-la-flecha-canta-mercedes-sosa.php).

    Boa audiência,

    LAE

    2)Quem canta seus males espanta, diz estudo comprovando cientificamente o ditado popular.

    Viena, 31 de Março de 2008 - Cantar não é apenas uma das formas de expressão mais antigas do ser humano, mas também pode curar muitos males, garantem cada vez mais médicos, que recomendam a prática do canto com regularidade, embora os estudos sobre seus efeitos benéficos do canto sejam recentes.
    Até pouco tempo, não existiam estudos científicos a respeito do assunto, mas resultados de pesquisas recentes confirmam inclusive que cantar deveria ser receitado pelos médicos, afirma a doutora Gertraud Berka-Schmid, psicoterapeuta e professora da Universidade de Música e Artes de Viena.
    A especialista critica pais e professores que tentam proibir as crianças de cantar porque não sabem, pois assim as privam de sua capacidade de personificação e o acesso à experiência do som.
    "Isso faz com que a consciência da personalidade mude, reduzindo seu desenvolvimento, porque poder levantar a voz, ser ouvido, ser reconhecido e aceito é de importância vital para um ser eminentemente comunicativo como o ser humano", afirma Berka-Schmid em declarações à revista de medicina austríaca Medizin Populär.
    "Cantar é a respiração estruturada", afirma a médica, explicando o efeito fisiológico da respiração abdominal - a mais profunda -, que prevalece quando se canta e que se transforma em massagem para o intestino e em alívio para o coração. Além disso, garante a doutora, essa respiração fornece ar adicional aos alvéolos pulmonares, impulsiona a circulação sanguínea e pode melhorar a concentração e a memória.
    Na opinião da especialista, cantar é um ótimo remédio para os males específicos do nosso tempo, porque equilibra o sistema neurovegetativo e reforça a atividade dos nervos parassimpáticos, responsáveis pelo relaxamento do corpo.
    Cantar gera harmonia psíquica e reforça o sistema imunológico, importantes frente a problemas tão freqüentes hoje, como transtornos do sono, doenças circulatórias e a síndrome de burnout - a exaustão emocional.
    As conseqüências de um estímulo nervoso excessivo são típicas dos tempos atuais, afirma a especialista: as pessoas não agüentam os próprios impulsos, se isolam, se bloqueiam e paralisam ou acumulam agressividade. Por meio da voz, o ser humano é capaz de expressar seus sentimentos de tal maneira que pode se desfazer de uma série de más sensações.
    Em algumas ocasiões, isso não é possível apenas falando normalmente e, por isso, o canto desempenha um papel essencial. Lembrando o ditado "quem canta, seus males espanta", não há diferenças em cantar sozinho, em dupla, em coro ou no banheiro, assim como não importa se a pessoa desafine, garante Berka-Schmid.
    O corpo é o instrumento de que dispomos para nos comunicar e jogar fora a ira acumulada. A respiração varia de acordo com as emoções, pois quem está agitado, por exemplo, tende a respirar de forma diferente de quem está triste.
    GOSTOU??? Então, o que está esperando ...? Pra começar, é importante ouvir bons cantores e não o lixo usual que costuma tocar no rádio e TV. Se tiver tempo, ouça AL STEWART, um intérprete de alma suada e lavada. Trata-se de um escocês legítimo, que foi morar na California em 1977, após ficar rico com o espetacular sucesso de seu primeiro álbum, O Ano do Gato. Parece que nunca mais saiu de lá e ainda canta de vez em quando, com bandas amadoras ou em shows de caridade ou algo assim, como mostra o segundo clip postado aqui.
    http://www.youtube.com/watch?v=SBRz1V6dtzA&feature=related
    http://www.youtube.com/watch?v=mYU60obShFg&feature=related

    Boa semana,
    LAE

    ResponderExcluir

Desove sua opinião aqui