11 novembro 2008

Onde anda você?

Eram duas horas da tarde, depois três, depois quatro, pontualmente às quatro horas e vinte e dois minutos a sessão da Comissão da Reforma Tributária desta terça-feira (11) foi encerrada. A cadeira do primeiro vice-presidente, na foto indicada com a flecha, continuou vazia. O deputado federal catarinense, para o qual estava destinada a cadeira, inclusive com a plaqueta constando seu nome, era Edinho Bez (PMDB). O lugar do meio foi reservado ao catarinense, entre Antonio Palocci (PT-SP) e Sandro Mabel (PR-GO). Segundo funcionários da casa, o catarinense participou da abertura da sessão, quando falou por alguns minutos. Nos áudios disponíveis na internet, consta que Bez realmente andou por ali, bem no início da sessão. Mas depois disso realmente o catarinense sumiu. As informações sobre a sessão da Comissão são públicas, e estão no site www.camara.gov.br.

No grande plenário da Câmara, Edinho Bez também não estava. Pelo menos no momento em que o presidente Arlindo Chinaglia (PT-SP) o chamou pelo microfone. Bez estava inscrito como orador, mas não compareceu no momento em que foi chamado. A assessora do deputado em Brasília, Mônica, disse que Edinho Bez “Estava enrolado no Fórum do Senado”, mas não soube dizer qual Fórum.

Relembrando a música de Vinícius de Moraes, um trecho definiria fielmente a situação: “E por falar em saudade, onde anda você...”.

Quer ouvir a música? Clique no link http://www.youtube.com/watch?v=WJ9ffPcwA38

Ricardo Wegrzynovski (Brasília)

Um comentário:

  1. Muito bom o seu blog. Passo a seguir a partir de hoje. Abraço!

    ResponderExcluir

Desove sua opinião aqui