08 março 2008

É um game idiotas!

Ao confundir um game com a realidade o senador Arthur Virgílio pagou o maior mico no Senado no dia 27 de fevereiro. Do plenário da Casa anunciou que tinha um assunto da "maior gravidade". Denunciou que empresas vilãs queriam privatizar a Amazônia. Segundo o preocupado senador a notícia estava no site da Agência Amazônia sob o título Laboratório americano propõe privatizar a Amazônia.
"Em um vídeo de um minuto e 25 segundos, postado em seu site, a empresa norte-americana Arkhos Bithec está convocando pessoas de do mundo inteiro a investir e transformar a floresta amazônica em um santuário de preservação sob controle privado".
Na verdade "a ameaça da maior gravidade" vista pelo senador, não investigada e jogada de forma sensacionalista no Senado, não passa de um jogo (vídeo game) patrocinado pelo Guaraná Antarctica. Trata-se de uma inovadora ferramenta de marketing chamada ARG (Alternate Reality Games). Um jogo que convida os consumidores da marca a desvendar um mistério. A ação toda gira em torno da fórmula secreta do Guaraná Antárctica e a vilã do jogo é a empresa Arkros Biotech que declara a intenção de transformar a Amazônia numa reserva sob controle privado. A história é fictícia, mas espelha uma preocupação real do Guaraná Antarctica em relação à preservação da Amazônia, região de origem do fruto do guaraná. Informações mais detalhadas no site www.projetobr.com.br em matéria de Renato de Almeida Prado.

Agora, legal mesmo é ver a contundência do bufão do Paraná, Roberto Requião, quando descobre, como Arthur Virgílio, o perigo da grande ameaça à nossa Amazônia. Veja o vídeo e se delicie.
video

Um comentário:

  1. Viva Orson Wells, este foi o professor de todas estas ideias malucas, onde sempre tem um otario pra acreditar.

    Orson Wells show de bola.

    ResponderExcluir

Desove sua opinião aqui